O concurso cultural “Quem conta um conto” foi um enorme sucesso! Mais de 100 pessoas participaram, me orgulhei em saber que tenho leitoras inteligentes e muito criativas afinal, o que importa é qualidade e nã quantidade!

Li cada conto no momento em que recebia o mesmo e, reli todos muitas vezes, cada história, cada imaginação, cada pessoa que participou é única e, se eu pudesse com certeza daria muito mais prêmios.

Mas, cumpri o regulamento e analisei todos os contos segundo os critérios que citei, a disputa foi acirradíssima e a Monica dona da Loja Unik que me apoiou desde o início deu o feedback final e, o conto que venceu essa disputa um tanto literária maravilhosa foi:

Ao som de “Somewhere Over The Rainbow”, bati com animação minha “Melissa + Alice in Wonderland” no chão, tentando seguir o ritmo, e quase entro na história errada. Mas para minha sorte, o Coelho Branco me empurrou para dentro de sua toca e logo me ofereceu uns biscoitos que emagreciam e um chá que deixava qualquer moribundo animado. Conversa vai, conversa vem, olhamos para o relógio e vimos que, como sempre, estávamos super atrasados para o Grande Baile do Vermelho e Branco, patrocinado pelas respectivas rainhas.
Coloquei o Gato de Cheshire embaixo do braço e partimos para a festa. Ansiosa e sentindo um imenso “frio na barriga”, pois sabia que lá encontraria o Chapeleiro Depp-Maluco, entrei no salão “no sapatinho” e como quem não quer lá muita coisa, fiquei fumando narguilé com a Lagarta Azul em seu balcão até a banda Jaguadarte tocar a mais alegre canção e o Chapeleiro me tirar para dançar o Futterwacken. Dançamos até a badalada da meia-noite, quando tive que sair correndo para não ser transformada num cogumelo gigante. Só que na pressa, perdi minha amada Melissa. Inconsolável e escondida na Fantástica Fábrica de Chocolates, fui surpreendida pelo Depp-Maluco que numa mão trazia minha insubstituível Melissa e na outra uma aliança de casamento. Aceitei tudo, calcei minha Melissa e partimos para a Terra do Nunca, onde nos casamos para sermos felizes para sempre, mas isso já é outra história, outra Melissa…

E a autora do conto vencedor, ou seja, a autpra premiada é a Eleonora Jaeger!

Agradecemos todas que participaram, cada uma mostrou um potencial enorme e uma vontade imensa de faturar o prêmio, todos os contos foram especiais. Não desacreditem de si! Agradeço de uma maneira “Unik” e especial a Monica pelo apoio nesse concurso, foi uma experiência incrível e amei de coração poder ter realizado o mesmo!

Passem aqui no blog para saber das novidades, das artes e muitas palavras. Ah, várias promoções surgirão também!!!

Um abraço apertado em cada pessoa que participou e muito obrigada,

Anúncios